Obrigada por me visitar

Photobucket

Valeu Bia! Vamos todos lutar contra a pedofilia

Photobucket

Que os anjos lhe abençõe hoje e sempre!



SALARIOS DIGNOS JÁ!!!

Photobucket

Educação Infantil - Precisamos saber que:

Que as brincadeiras infantis, muitas vezes consideradas inúteis e insignificantes pelos adultos, são, na verdade, coisa muito séria para a criança. A brincadeira, o jogo o faz-de-conta e a imaginação solta são importantes processos de aprendizagem necessários para o desenvolvimento global da criança., não podemos podá-las.
A experimentação do fazer, a criação espontânea, a atividade lúdica e imaginativa que sempre estão presentes nas brincadeiras, no brinquedo e no jogo, são também os elementos básicos das aulas para todas as crianças de 1º Ciclo. Não podemos deixar de lado.
É importante o uso do brinquedo e da brincadeira como parte integrante e referencial dos métodos e procedimentos educativos de um programa em atividades infantis, principalmente quando envolver a construção, a manifestação expressiva e lúdica de imagens, sons, falas, gestos e movimentos.
A música na educação infantil, não é necessária a utilização de instrumentos musicais. Basta nos conscientizarmos que o nosso próprio corpo já é um instrumento musical. As palmas, os estalos nas pontas dos dedos, os pés, os joelhos, a boca, enfim podem gerar resultados sonoros para acompanhamento do canto, fazendo excelente trabalho junto a criança.
Fonte: UEA – História e Geografia - 2007

Amigo (a)...

RecadosAnimados.com


Meu cantinho de reflexões



<

segunda-feira, 25 de julho de 2011

O fim da escrita cursiva nos EUA
18/07/2011
Fonte: Valor
O Estado de Indiana, localizado no Meio-Oeste americano, acabou com a exigência de que as suas escolas ensinem a escrita cursiva, aquele estilo de escrever em que as palavras são formadas com letras emendadas pelas pontas. Com isso, juntou-se a uma onda crescente nos Estados Unidos de privilegiar no currículo outras habilidades hoje consideradas mais úteis, como digitar textos em teclados do computadores.
Com a mudança, Indiana alinha-se a um padrão comum de ensino adotado por 46 Estados americanos. Nele, não há nenhuma menção à escrita cursiva, mas recomenda-se o ensino de digitação. É um reconhecimento de que, com as novas tecnologias, como computadores e telefones inteligentes, as pessoas cada vez menos precisam escrever de forma cursiva, seja no trabalho ou nas suas atividades do dia-a-dia. Basta aprender a escrever com a mão – exigência que ainda faz parte do currículo de Indiana e dos padrões comuns adotados pelos estados – seja com letras de forma, cursiva ou um misto dos dois estilos.
Também é um reflexo do que muitos nos Estados Unidos veem como uma sobrecarga no currículo escolar, com tempo sempre insuficiente para ensinar disciplinas consideradas fundamentais para passar nos testes usados para admissão nas faculdades, como matemática e leitura de textos. Pesquisas nacionais sobre como o tempo é gasto nas salas de aula mostram que 90% dos professores da 1ª a 3ª séries do ensino primário dedicam apenas 60 minutos por semana ao desenvolvimento da escrita com a mão.

Clique aqui e leia mais

2 comentários:

Karla Valéria disse...

Oi Flor! Adorei muito sua visita. É sempre bom receber colegas como vc. Adorei seu cantinho, não sei se percebeu mais há tempos que sou sua seguidora.
Te desejo neste novo ano muita saúde e fé. Que Nossa Senhora esteja sempre presente na sua vida e de sua família.
Te convido a conhecer o cantinho de minha filha, tem o link lá no meu blog, mas de deixo tbm: http://encantosdeumamenina.blogspot.com.
Beijos no Coree!!

Karla Valéria disse...

Minha florzinha, quanta felicidade receber vc no meu cantinho. Estou triste pq não estás conseguindo fazer o comentário, mas, hoje pela manhã eu testei e estava tudo ok, tem como vc tentar novamente? não esqueça de colocar o e-mail.
Beijinhos.